Blog / 10 dicas para você avaliar se está na hora certa de comprar seu imóvel.

10 dicas para você avaliar se está na hora certa de comprar seu imóvel.

  • 09 janeiro 2017
  • POR admin
  • EM Dicas SPL

A compra de um imóvel é um momento muito importante na vida de qualquer indivíduo, pois, geralmente, é o bem de maior valor que a pessoa irá adquirir ao longo da vida e muitos compradores passarão os próximos 10 até 30 anos pagando parcelas mensais dessa aquisição.

Sendo assim, é muito importante avaliar todos os itens para uma escolha acertada da compra. Para isso, avalie os 10 itens que podem nortear a sua escolha:

 

  1. Mercado: entenda como está o momento do mercado imobiliário da região aonde você deseja adquirir. Avalie se existem muitos lançamentos, produtos concorrentes, se os preços que estão sendo praticados estão caros ou se os imóveis estão com bastante oferta gerando o fenômeno da concorrência que tende a diminuir os preços.
  2. Cenário Macro- Econômico: Procure avaliar se existe algum fator na região que você está olhando que pode impactar os preços no curto ou médio prazo como, por exemplo, a construção de alguma via, escola, se há previsão de novos lançamentos etc. Enfim, este aspecto é uma avaliação do macro cenário do mercado e uma avaliação da região que se deseja morar. Lembrando sempre da lei da economia da oferta versus demanda, ou seja, se existe mais gente vendendo do que comprando, os preços irão cair e vice-versa. Procure comprar quando existe muita oferta e suas chances de negociação são melhores.
  3. Momento de vida: A decisão da compra do imóvel geralmente ocorre quando existe alguma mudança no nosso modo de vida, por exemplo, mudamos de cidade e precisamos de um apartamento no novo local de trabalho; nos casamos e precisamos de um apartamento para morar; mudamos de emprego e queremos algum ponto mais adequado; temos filhos e precisamos de mais espaço e de outro perfil de empreendimento, com lazer, por exemplo; divórcios também impulsionam a mudança de apartamentos etc. Avalie sempre seu momento de vida e o produto mais adequado para cada fase. O ideal, é que, sabendo que haverá uma mudança, planejar, se for o caso, colocar à venda o local atual onde se está morando para que o tempo entre a venda e a nova compra seja adequado tanto no aspecto financeiro quanto na logística.
  4. Situação Financeira: Todos os itens são de fato importantes para a escolha da compra do imóvel, mas, sem dúvida nenhuma, a situação financeira do comprador é a determinante. No momento da compra é essencial avaliar qual é a real situação financeira do comprador, qual sua poupança, ou seja, qual o valor que a pessoa tem disponível para pagar no ato. Além disso, qual o valor do imóvel adequado para a renda do comprador, nesse caso, a parcela não deve ultrapassar 30% do valor total da renda do adquirente daquele bem. Os melhores pontos ou apartamentos mais bem localizados e com melhores acabamentos têm um preço, por isso é importante escolher o produto dos sonhos, mas os sonhos devem caber dentro do bolso, uma compra inadequada pode causar grandes transtornos no futuro. Além da situação atual, caso o comprador vá financiar parte do imóvel nos próximos anos, é necessário levar em consideração o cenário da família no futuro, se terá aumento ou diminuição da renda; se algum membro da família irá se aposentar; se tem previsão de progressão de carreira ou se algum adolescente irá se formar e começar a contribuir na renda familiar etc.
  5. Produto Adequado: A escolha do produto adequado muitas vezes acaba sendo definida pela emoção e não pela razão, o que vemos são clientes se apaixonando por vistas, pontos e tomando essa decisão sem avaliar o produto como um todo. O tamanho precisa ser avaliado para ser adequado a realidade de cada família, lembrando que muitas vezes a planta mais bem adequada é mais importante do que metragens maiores com “perdas” de projetos ineficientes.Como um dos itens mais representativos na escolha de um imóvel citaria a solidez da construtora, não só pela questão financeira, mas para avaliar a seriedade, o know how no segmento de construção, nome no mercado, pois é bastante diferente uma construtora que já fez diversos produtos “aventureiros” que podem não estar no mercado nos próximos anos para serem questionados ou preocupados com sua marca e imagem.
  6. Liquidez do Produto: Por ser uma compra de longo prazo muitas pessoas sempre pensam “nunca vou mudar daqui” e por isso se esquecem de pensar no aspecto da revenda, isto é, se precisar vender esse produto em alguns anos terá comprador com facilidade. É importante lembrar que planejamentos de vida podem mudar e a maior parte das pessoas não pode ficar com um imóvel sem conseguir vender, por isso, lembre-se de avaliar se o produto que está adquirindo tem ou terá liquidez no futuro. Produtos muito personalizados tendem a perder valor, pois não possuem tanto mercado comprador. Outros pontos importantes que devem ser avaliados são o ponto do imóvel, seu acesso, lazer e itens de segurança como portaria, câmeras etc.
  7. Conheça seu limite de financiamento bancário: Procure fazer uma simulação de empréstimo para pagar seu apartamento nos bancos de sua preferência antes mesmo de começar a procurar. Ela se chama crédito pré-aprovado, e muitos bancos fazem isso para você, sem cobrar nada. Trata-se de uma forma simples de saber quanto de sua renda ficará comprometida com as parcelas.
  8. Conheça bem os custos envolvidos na transação Converse com um bom agente imobiliário. Ele pode aconselhá-lo sobre todos os aspectos relacionados à compra de um imóvel, incluindo as despesas de compra e venda, como custos dos cartórios e imposto de transmissão de bens imobiliários (ITBI), que varia conforme o município.
  9.  Não tenha medo de perguntar o que não sabe A primeira regra ao coletar informação é: não seja muito confiante. Não tenha receio de admitir que você não sabe tudo, pois pode estar errado.
  10. Procure ver o negócio com olhos de investidor Para maximizar o sucesso no investimento imobiliário você precisa agregar valor, seja na compra ou na propriedade em si. Isso permite uma valorização excepcional e é importante tanto para investidores frequentes quanto para quem apenas deseja comprar um cantinho para viver com dignidade. Esse conceito é uma premissa geral e já existe em muitas outras áreas, sobretudo em administração de empresas e na venda de serviços.

 

Todos esses itens avaliados e unidos ao seus gostos e preferências irão te ajudar a fazer a escolha certa e mais adequada.

 

 

 

 

 

Ligamos pra você